Após terminar a licenciatura em Engenharia Agronómica, no Porto, no mês de setembro de 2017, decidi abraçar um novo desafio profissional: um estágio no Algarve, numa empresa de plantas aromáticas. Não foi um passo fácil, por ser muito distante de casa, e ser a primeira vez que iria morar sozinha.

Este período trouxe novos desafios, ao nível pessoal e profissional.

As questões mais difíceis de lidar foram mesmo as saudades da minha família e amigos e o facto de não poder estar presente em todas as datas especiais. Também não foi fácil gerir os momentos de maior cansaço ou em que estive doente, mas sempre tive apoio de colegas e os consegui ultrapassar. Todo este processo implicou alguma maturidade e muita aprendizagem.

Em termos profissionais, foi também um período desafiante, onde tive de aprender a lidar com questões como trabalhar em equipa, assumir responsabilidades, sempre num processo de aprendizagem constante.

Mesmo em relação à OCT, tive de aprender a impor novas regras a mim própria, estabelecer e coordenar novos horários, de maneira a que o trabalho nunca interferisse na minha saúde e bem-estar. Aprendi também como gerir melhor o cansaço e a dar prioridade ao descanso. Passei por momentos de adaptação ao ambiente de trabalho e colegas, a quem sempre expliquei a minha condição e que sempre se mostraram um importante apoio para mim!

Foram todos esses desafios que me trouxeram novas conquistas e oportunidades!

Hoje posso dizer que sou uma pessoa mais responsável. Cada vez mais valorizo os momentos em família e com os amigos. E a nível profissional também senti um bom retorno do investimento, com uma positiva evolução!

Se tu também tens esta ambição de trabalhar ou viver longe de casa, aqui seguem alguns conselhos:

  • Estabelece rotinas e horários
  • Sê metódico, cria estratégias para não deixares escapar momentos obrigatórios, como por exemplo, as medicações
  • Se sentires que isso te pode ajudar, sê aberto em relação à doença no teu local de trabalho
  • Não te esqueças dos momentos de lazer e descanso
  • Conhece pessoas novas
  • Tenta conhecer os médicos e os doentes do local onde te encontras
  • Não tenhas medo de pedir ajuda

Maria Cunha