Tomar uma decisão que sabemos que irá implicar terceiros nem sempre é fácil contudo sempre soube que mais dia menos dia teria que a tomar…o tempo passa… nós crescemos… conhecemos aquela pessoa que achamos que saberá nos apoiar e ajudar nesta jornada que é o de cumprir rigorosamente a nossa dieta para nosso próprio bem e de todos que na nossa vida são implicados… é nesse momento que surge a vontade de dar o tal passo..um passo enorme que mudou por completo a minha vida… a vontade de ser mãe.

O apoio do meu marido e da minha família foi crucial para conseguir voltar a dieta…voltei porque sabia que se queria engravidar teria que passar por tudo novamente como quando nasci até à idade dos 5 anos…felizmente não tenho muitas lembranças de como deve ter sido duro para mim e para a minha mãe cumprir uma dieta tão rigorosa… então decidi dedicar-me de corpo e alma para conseguir os resultados desejados o mais depressa possível… mas verdade seja dita o que me deu força para conseguir obter resultados fantásticos antes, durante a gravidez e depois foi o facto de muitos não acreditarem que iria conseguir…quanto mais vezes me diziam para desistir, para não tentar sequer com receio de que algo corresse mal, mais vontade eu tinha de cumprir com tudo o que me era pedido… foi duro no início…foi…mas depois habituamo-nos… consegui provar a quem duvidou que era capaz de tudo… e verdade seja dita o orgulho que senti de mim foi tão grande por ter conseguido dar a luz uma menina tão linda, saudável e sem fenilcetonúria que acreditem valeu a pena todos os esforços… as lágrimas…por não poder comer nem poder falhar… os receios…valeu tudo a pena… e se tivermos a ajuda da nossa família torna se tudo muito mais fácil porque não és só tu que te privas de comer…é a tua família que te impede de falhar e isso é muito importante..sabemos que é para o nosso bem…e que mais cedo ou mais tarde o teu esforço vai ser recompensado…e o meu foi..muito!!!e o vosso também será…a partir do momento que sejam determinadas, corajosas e com muita força de vontade…mas acima de tudo que nos ajudem porque lutar sozinha é muito mais doloroso.

Sofia dos Santos, Fenilcetonúria.