Desde pequenina que sempre que há uma festa de aniversário ou que por outro motivo temos que fazer refeições fora de casa, a minha família o faz sem qualquer problema.

Quando há festas em casa de algum familiar ou amigo levo alguns snacks (por exemplo, rissóis de legumes, pizza, pão entre outros) para complementar com aquilo que há e que eu posso comer (batatas fritas, pipocas, gomas/rebuçados de fruta, etc.).

Se houver a necessidade de almoçar ou jantar num restaurante, o que eu faço é comer o acompanhamento do prato como salada, batatas assadas ou fritas, arroz e legumes salteados. Existem locais em que a experiência é muito positiva e até já me fizeram um prato especialmente para mim, e outros locais em que a experiência não é positiva e por isso não voltamos lá. Já experimentei também ir a um restaurante vegetariano, mas penso que é mais fácil para um PKU comer num restaurante que sirva todo o tipo de pratos porque temos a certeza que não estamos a ingerir alimentos não permitidos na dieta.

Comer fora de casa não é difícil, temos é que procurar as alternativas mais adequadas a cada um.

Ana Maria Silva, Fenilcetonúria